José Paulo Paes





















OFERENDAS COM AVISO

vamos pôr uma bengala de cego no túmulo de homero
para que ele possa vagar em segurança pelas trevas do hades

vamos pôr um sapato de chumbo no túmulo de dante
para que ele possa ascender mais depressa ao encontro de beatriz

vamos pôr uma corda de enforcado no túmulo de villon
para que ele possa balançar-se em boa companhia

vamos pôr um olho de vidro no túmulo de camões
para que ele possa assistir à volta d’el-rei d.sebastião

vamos pôr um pedaço de carniça no túmulo de baudelaire
para que ele possa sentir o cheiro da vida aqui fora

vamos pôr um silenciador no túmulo de maiakóvski
para que o seu revólver não perturbe os quinquenais

claro que em cada túmulo junto com as oferendas
poremos também o aviso de praxe
FIQUEM TODOS ONDE ESTÃO


PAES, José Paulo. Poesia completa. São Paulo: Cia das Letras, 2008. p. 272.

Postagens mais visitadas