Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Laura Erber

Poesia Brasileira do Século XXI - 17
"As imagens significam tudo a princípio. São sólidas. Espaçosas".
- Heiner Müller
Os poemas são meio surdos e as imagens a princípio
não são de ninguém. O olho é que inflama. A imagem
chuvisca. Os poemas também mas a imagem arrisca.
O poema incendeia, reconsidera, desiste. Nem a espiral
de um ponto de vista ardentemente perseguido nem grãos
de luz sem destino. O olhar exploratório ainda não é a
imagem. Os poemas são sapatos. As imagens emborcam.
Os poemas são ardências, são porradas. Imagens não
perdoam, o poema trespassa. A palavra rompe a mordaça,
a imagem nem sempre resvala, espera. O poema diz
em nome próprio no parco som das cordaturas.
O espaçamento nos libertará do duplo laço? Mas isso
ainda não é o poema. A imagem regateia. Os poemas
persistem. Abelhas e todo um mundo a ser envenenado.
Imagens duplicam antigas provas de existência.
São escamosas, são amargas, são Medeias. Os poemas
são cansaços. As imagens apodrecem. Os poemas são
in…

Últimas postagens

Tito Leite

Guilherme Gontijo Flores | Mantra por Dinalva Oliveira | Guilherme Gonti...

Estela Figueroa

Tishani Doshi

Augusto de Campos

А Ахматова

Augusto de Campos

Leopoldo María Panero

Jacques Prévert

Guilherme Gontijo Flores

Edimilson de Almeida Pereira