Velimir Khlébnikov


Velimir Khlebnikov and Ye.Nejmajer. Kharkov, 1919




















Do genial Velimir Khlébnikov traduzido por Augusto de Campos e Boris Schnaiderman

RECUSA

Agrada-me bem mais
olhar estrelas
do que assinar sentenças
de morte.
Agrada-me bem mais
ouvir a voz das flores
que, murmurando é ele,
meneiam as corolas
quando eu cruzo o jardim
do que ver os escuros
fuzis da guarda
matarem quantos querem
matar-me –
por isso eu não serei
– jamais – um governante.

Postagens mais visitadas